18 julho 2017

UMA CARTA PARA MINHA IRMÃ MAIS NOVA


Parece que foi ontem que mordi suas bochechas e te coloquei no chão dando a desculpa de que você só estava chorando porque havia caído da cama. Parece que foi há uns dias atrás que te vi dançando na apresentação da escola e me enchi de orgulho da capacidade que você tinha de encantar qualquer um com um sorriso tímido. Mas o tempo vai conforme o vento passa e a gente nem vê que já está quase se tornando gente grande. Então, eu queria aproveitar para te dizer que não vai ser fácil.

Sabe essa coisa de ser adulto? Ela não é tão legal quanto a gente acredita e embora eu ainda não conheça tanto essa realidade posso te dizer que vai se pegar perdida por diversas vezes, mas com o tempo aprenderá a rir de tudo isso e só colherá aquilo que plantar. Não precisa se assustar, eu estarei sempre disponível quando quiser ir até minha cama chorar, sair para comemorar ou, depois que eu sair de casa, preferir passar uns dias comigo.

Conforme os anos forem passando você verá que está cada vez mais solta e com o peito cheio de coragem para tomar suas próprias decisões, ter as próprias crenças e falar sua opinião sem medo do que irão dizer. Aliás, não se preocupe tanto com os outros, pode ter a sensação de que os comentários alheios importam, mas a verdade é que ninguém liga. E quando você se der conta disso não terá mais nenhum pingo de vergonha em ser você mesma.

Descobrirá que é preciso ter um objetivo e seguir até ele, mas se ainda não tiver não se preocupe, você acabará encontrando o seu propósito, e quando encontrar terá a sensação de que ninguém pode te parar. Ninguém vai. Falando nisso, queria te dizer para se afastar de todas as pessoas negativas que conhece e se cercasse apenas daquelas que sorriem e ficam felizes com suas alegrias. Mas em todo lugar que for, encontrará algum critico especialista, não se sinta mal, transmita o máximo de amor possível e permita-se ser humana.

Seja um ser humano. Cometa erros, mesmo que alguém já tenha te contado sobre eles, não se culpe por ser você mesma, grite de raiva quando sentir que essa é a única forma de aliviar tudo o que sente e chore feito um bebê quando precisar. Apenas, seja real.

Confesso que quando eu desejei ter um irmão queria que fosse mais velho, mas você veio toda delicada para mostrar que eu estava errada. Provando com sorrisos e discussões por coisas tolas que na verdade, meu sonho era ter uma mulher dentro de casa para esperar ela crescer e ter a certeza de que sempre teria uma amiga, porque a vida é isso mesmo que você está descobrindo: as pessoas vem e vão, mas a família fica.

Falando em família, nossos pais precisarão de nós assim como precisamos deles um dia, e nesse momento precisaremos dar as mãos e nos preparar para ajudá-los a colher tudo o que passaram anos plantando para nós. Na maioria das vezes, o melhor a se fazer é abaixar a cabeça e ouvir o que eles tem a dizer, mas vez ou outra experimenta olhar nos olhos enquanto eles contam histórias e desabafam sobre como o dia foi péssimo.

Existem tantas coisas que eu gostaria de te dizer, tantas lições que aprendi e gostaria que você nunca enfrentasse, mas eu não posso cometer essa covardia. Na verdade, meu maior desejo é que você viva. Viva muito, viva tudo e não pare até transbordar. Não deixe que te digam que não pode, porque eu te conheço e te observo quietinha todos os dias e se tem uma coisa que eu tenho permissão para dizer é que você pode... Ah moça, como pode.

Sobre


Escrever me ajuda a desatar os nós presos na garganta que me impedem de continuar. Mais que isso, permite que eu te ajude a desatar os seus. Leia mais >>>

Fanpage